Destaques


Jardim Botânico recebe visitações em programa de Educação Ambiental

Programa de Educação Ambiental do Jardim Botânico é aberto ao público

Cerca de 20 alunos do G4 (quatro anos) da Emeb Alceu de Toledo Pontes, na Vila Municipal, tiveram uma manhã de aprendizado diferente nesta sexta-feira (27). Os pequenos visitaram o Jardim Botânico e participaram das atividades do programa de Educação Ambiental, iniciativa integrada aos programas municipais Cidade das Crianças e Escola Inovadora.

Além de um percurso de caminhada, diálogo sobre os ciclos das plantas, das características das sementes e dos ciclos da natureza, a criançada arregaçou as mangas e ajudou no plantio de uma muda de “Chuva de Ouro”, flor amarela típica na Serra do Japi. O plantio também faz parte das comemorações pelo Dia da Árvore, comemorado no último dia 21.

Vitor Gabriel Oliveira ajudou com entusiasmo no plantio da árvore e prometeu que irá voltar ao Botânico. “O Jardim é mais legal do que eu imaginava. Quero levar um mapa daqui para levar ao meu pai e minha mãe para que me tragam de volta”.

Segundo o engenheiro florestal, Thiago Pires, mais de 3500 pessoas de cerca de 50 grupos diferentes já fizeram a visita pelo programa somente neste ano. “Os jardins botânicos são museus de acervo vivo embasados em três pilares, que são a pesquisa, conservação e educação ambiental. No ano passado tivemos mais de quatro mil visitas e este ano os agendamentos continuam.”

Para a gestora da Unidade de Gestão de Educação, visitas como essa se tornam representativas na vida das crianças. “O programa Escola Inovadora tem como premissa trabalhar vivências que relacionam os conteúdos escolares com ações que os tornem significativos. Isso também está alinhado à proposta do programa Cidade das Crianças, por tornar o ambiente do Jardim um espaço de boas-vindas às crianças da cidade, para que elas também se apropriem dos equipamentos públicos municipais”.

Visitas monitoradas
O programa de Educação Ambiental é gratuito e aberto ao público em geral, por meio de agendamento online. São aceitas inscrições individuais ou em grupos de até 35 pessoas de escolas, Unidades Básicas de Saúde (UBS) e outros equipamentos municipais, como os Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

Vitor Gabriel Oliveira ajudou com entusiasmo no plantio da árvore de “Chuva de Ouro”

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ

Publicada em 08/10/2019




Jardim Botânico Jundiaí | Desenvolvido por CIJUN