Destaques


Educação Ambiental do Jardim Botânico atende mais de 2.900 pessoas em 2017

Equipe do Jardim Botânico de Jundiaí realiza o “Projeto Vivências” com atividades monitoradas pelos atrativos, jardins temáticos e de conservação do Jardim Botânico

Em 2017 o Programa de Educação Ambiental do Jardim Botânico de Jundiaí atendeu mais de 2.900 pessoas. A educação ambiental no Jardim Botânico conta com diversos projetos, como o “Projeto Vivências”, que consiste em atividades monitoradas realizadas no interior do Jardim Botânico, “Projetos de Extensão”, desenvolvidos em conjunto com instituições parceiras, “Cursos, palestras e oficinas” que são ministrados pela equipe do Jardim, e um “Programa de capacitação interna da equipe”. Aliada à Pesquisa e Conservação, a Educação Ambiental é um dos principais objetivos do Jardim Botânico de Jundiaí. O “Projeto Vivências” recebeu mais de 50 grupos e escolas, onde mais de 1700 participantes de várias faixas etárias vivenciaram atividades educativas e de sensibilização ao longo dos jardins temáticos e de conservação do Jardim Botânico.

Dentre os “Projetos de Extensão” destacam-se as parcerias entre o Jardim Botânico de Jundiaí e o Herbário UEC e o Museu Exploratório de Ciências da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). As atividades dessa parceria atenderam 300 pessoas e proporcionaram um contato direto com as atividades desenvolvidas por instituições de pesquisa científica, conservação e educação, que exploram o mundo da botânica. Em especial, os participantes puderam conhecer a busca do Jardim Botânico de Jundiaí pela conservação de espécies de plantas dos domínios do Cerrado e da Mata Atlântica brasileiros. Outra parceria realizada nesse ano de 2017 foi com a Fundação Serra do Japi de Jundiaí, onde a equipe técnica do Jardim Botânico realizou atividades monitoras para cerca 400 participantes na região da Serra do Japi, possibilitando que os participantes tivessem um contato direto com um dos ambientes foco do Programa de Conservação do Jardim Botânico, a Mata Atlântica. O Jardim também promoveu o Projeto “Grupo de estudos do Jardim”, que ao longo de 12 encontros no Núcleo de Educação Ambiental (NEA), fomentou discussões sobre diversos temas relacionados ao meio ambiente.

 

 

 

 

 

 

 

Jardim Botânico realiza “Projetos de Extensão” de Educação Ambiental em parceria com a Fundação Serra do Japi (esquerda), e o Herbário UEC e Museu Exploratório de Ciências da Unicamp (direita)

O Jardim Botânico ofereceu 24 “Cursos, palestras e oficinas” que atenderam cerca de 1200 pessoas ao longo do ano. O público foi muito variado, incluindo desde crianças até idosos. Dentre os temas abordados, estão “A história e os objetivos dos Jardins Botânicos”, “O papel do Jardim Botânico de Jundiaí na conservação”, “Ecologia e Conservação de Ecossistemas”, “Cultivo de Plantas Aromáticas e Medicinais”, entre outros temas ligados a conservação, respeito e uso sustentável do meio ambiente.

O Jardim Botânico de Jundiaí oferece cursos, oficinas e palestras sobre meio ambiente. Na foto, oficina de “Cultivo de plantas aromáticas e medicinais” na Unidade Básica de Saúde São Camilo, Jundiaí

A equipe técnica do Jardim Botânico de Jundiaí também mantém um programa constante de capacitação de sua equipe. Em 2017 a equipe participou de 11 eventos de capacitação, internos e externos, como cursos, workshops, palestras e visitas técnicas a outras instituições para troca de experiências. As atividades buscam um contínuo aprimoramento do atendimento ao público e desenvolvimento dos projetos.

O Programa de Educação Ambiental do Jardim Botânico de Jundiaí buscou por meio dos diversos projetos desenvolvidos em 2017 gerar a sensibilização e transmissão de informações educativas relacionadas aos aspectos botânicos, ecológicos e ambientais pertinentes aos biomas Mata Atlântica e Cerrado; bem como aspectos históricos, econômicos e culturais sobre a exploração dos recursos naturais.

Texto e fotos: Jardim Botânico

Publicada em 20/12/2017




Jardim Botânico Jundiaí | Desenvolvido por CIJUN